Como entrar na área de Retail

2 comments


Como recebi vários inbox no Facebook me pedindo algumas dicas de como entrar na área de retail pensei aqui comigo: Porque não fazer um post que todo mundo pudesse usar?

Quando chegamos aqui na Austrália, geralmente temos uma opção limitada de trabalho por vários motivos: Não termos experiência no mercado australiano, visto, inglês limitado e poucos contatos. A maioria dos intercambistas que conheço tendem a trabalhar nessas quatro áreas: Hospitality (Hotelaria, trabalhando em hotéis, restaurantes e cafés), Cleaning (Limpeza em geral ou a famosa faxina como conhecemos no Brasil. Pode ser tanto na área comercial na limpeza de escritórios, lojas e hotéis como na parte da construção como cleaner de obra ou na área particular com limpeza de casas e apartamentos), Labouring (A famosa construção aqui na Austrália) e também há aquelas pessoas que trabalhem Babysitting (Cuidando de crianças ou como chamamos no Brasil, babás). Temos também as exceções que já chegam aqui com um visto próprio de trabalho e conseguem trabalhar na sua área de atuação do Brasil.


Diferente do Brasil, todas essas áreas de trabalho mencionadas ganham relativamente muito bem, tendo uma média de $20-$27 por hora (Vou explicar sobre salários em uma outra postagem). Porém, depois de um certo tempo trabalhando no mesmo ramo a gente cansa. Digo isso por experiência própria. 

Comecei trabalhando em um café, depois meu segundo emprego foi trabalhando em um restaurante na Circular Quay como garçonete e quando passei a não receber tantas horas para trabalhar durante a semana decidi trabalhar com catering/functions. Com o tempo, eu passei a desgostar de hospitality. Shifts (escalas) loucos sempre nos finais de semana durante a noite e com pouco intervalo entre eles. Tinha vezes que eu começava super cedo e terminava super tarde para estar oito da manhã novamente trabalhando... Vida social zerada. Estresse a mil. Queria mudar de área, mas como? Vem comigo! Que eu tenho dicas maravigold pra ti balançar a área de retail aqui. 



1. Currículo
O currículo é peça essencial para qualquer vaga de emprego. Se tu quer migrar para retail, coloca a tua experiência com atendimento ao cliente. Trabalhou só em restaurante? Não tem problema! Ao invés de dizer que tu só atendia os clientes e pegava os pedidos, conta a tua experiência fechando a conta das mesas, processando os pagamentos e a tua agilidade de trabalhar sob pressão e também a tua habilidade de oferecer e convencer o cliente a adquirir os extras do menu. 

2. Se venda
Ao entrar em uma loja com o currículo em mãos, demonstre confiança e saiba que tu é capaz de conseguir a vaga. Pensa sempre que se tu acabar levando um não, tu não vai precisar ver aquelas pessoas novamente. Seja cara de pau! Se tu tiver jogo de cintura ao se apresentar e souber vender o teu currículo para o manager contando a tua experiência pode ter certeza que ele saberá que tu também será capaz de vender o item mais caro da loja para qualquer cliente. Desenvoltura é tudo. Já vi muitas pessoas perderem vagas por estarem muito envergonhadas. 

3. Escolhas lojas que tu conheça os produtos
Apesar de eu dizer isso, comecei a trabalhar em uma loja focada em produtos de camping e esportes radicais. Na época a única experiência sincera na área que eu tive eram os anos que eu acampei com a minha mãe e olha que naquele tempo a gente só tinha um fogãozinho que acendia com um pequeno botijão de gás e uma mini geladeira que compramos na shoptime.

Na minha segunda experiência em retail comecei a trabalhar em uma rede de lojas de bebês bem famosa aqui da Austrália. No meu segundo dia trabalhando lá, consegui vender um balanço automático de $400 em menos de quinze minutos de negociação. Menos de um mês depois fiquei responsável por uma área da loja. Como eu sempre gostei desse universo da maternidade desde muita nova, passei a ter uma afinidade enorme com os produtos e consequentemente aprendi muito mais em menos tempo. 

Eu particularmente não aconselharia alguém que não entende e não gosta de carros a trabalhar em uma loja de produtos automotivos assim como não aconselharia alguém que não gosta de tecnologia em trabalhar em uma loja de produtos eletrônicos por vários motivos. Um deles é porque os clientes que visitam essas lojas, esperam que os vendedores tenham um conhecimento naquilo que eles estão vendendo. Outro motivo é que a gente aprende a funcionalidade dos produtos muito mais rápido quando gostamos do que fazemos. Os representantes comerciais sempre visitam a loja e adoram treinar a gente nos produtos das marcas deles... Eu posso dizer com propriedade que aprendi muito mais na loja dos bebês do que aprendi trabalhando na de camping. 

4. Aproveite as oportunidades de casual positions durante o período de holidays
Assim como acontece no Brasil, as lojas daqui sempre contratam funcionários temporários durante o período de férias. As famosas vagas "Christmas Casuals" ou "Easter Casuals". Muitas pessoas começam suas carreiras em retail com uma dessas posições casuais e acabam sendo contratados para o time regular das lojas.

5. Entregue o seu currículo para o manager
Sempre peça para falar com o manager. Eu sempre fui uma pessoa super legal e sempre repassei os currículos que me entregavam mas já vi colegas meus aceitarem o currículo e deixarem na staff room, na mesa onde a gente comia. Então vá direto no manager.

6. Tire um dia para entregar currículo
Vá na OfficeWorks, imprima pelo menos uns 50 currículos e vá bater perna. Recomendo ir em alguns shoppings como Westfield Bondi, Westfield Miranda, Warringah Mall e Westfield Sydney (Levando em consideração onde vocês estudam e moram, claro). Muitas lojas não anunciam as vagas, então vale a pena entregar e perguntar se está rolando contratação.

7. Pesquise em sites de emprego que lojas estão contratando
Pesquisar antes de ir pessoalmente aplicar para a vaga é um truquezinho que acho essencial para evitar perder tempo... Anota os nomes das vagas/lojas e parte para o ataque.

8. Esteja preparado para uma interview
Gente, sério... Já tive momentos em que entreguei meu currículo e tive que responder algumas perguntas do tipo "Porque nós?" "O que tu tens para acrescentar no nosso time?" "Me conta mais da tua experiência com clientes" "Como é a tua disponibilidade?"... Esteja sempre one step ahead.

Tenho certeza que depois dessas oito dicas, vocês vão arrasar de uniformezinho falando para os clients: "Hi there, how can I help you today?"

O segredo é nunca ter medo de arriscar e saber que tu é sim capaz de conquistar MUITOS lugares aqui na Austrália.

Para ajudar vocês ainda mais, segue abaixo o currículo que eu usava quando aplicava para as vagas em retail:
https://drive.google.com/file/d/1R9eE5Hx5G6r_RXMCEF0LLHHAYBbiSQip/view
Só usar o currículo como exemplo e ir acrescentando as tuas experiências de trabalho, skills e fazer uma descrição básica de ti.

Espero que tenham gostado das dicas e se precisarem de auxílio extra, comentem aqui embaixo. Vou ajudar todo mundo com muito prazer!

See you guys later <3


2 comments

  1. Ajudou muito! Obrigada pelas dicas e pelo modelo de currículo! <3

    ReplyDelete
  2. Oi Victória,
    Tudo bem?
    Você ainda tem o modelo do currículo?
    Tentei acessar mas parece que o arquivo não existe mais.

    Muito obrigada pelas suas dicas.

    ReplyDelete